Pagar, solucionar, pacificar.

Tirinha-3_DiaDePgto1

Em termos, o vocábulo “pagamento” tem a acepção legal de extinção, quitação, solução do crédito. O termo pagamento corresponde ao vocábulo latino solutio, de solvere, que quer dizer desatar, soltar, desligar. O vocábulo solutio, aplicado à obrigação, significa o rompimento de vínculo jurídico (desvinculação obrigacional). Solvere é a antítese de ligare, de obrigar-se.

Portanto, pagamento é a palavra que significa liberação feita de qualquer modo (sentido amplo) e não apenas o pagamento em dinheiro de contado (sentido restrito).

Porém, O verbo latino pacare, no qual o português foi buscar ainda no século XIII seu “pagar”, tinha no idioma clássico de Cícero um sentido diferente: “pacificar”. Tratava-se de uma das muitas palavras ligadas ao substantivo pax, “paz, tranquilidade, concórdia”, um dos frutos da raiz indo-europeia pac ou pag, que carregava a ideia de “união”.

Outros vocábulos dessa família vieram dar em termos que também não costumamos associar à palavra paz, embora seus sentidos não estejam distantes, como pacato (de pacatus, “pacificado, sossegado”) e pacto (“acordo, tratado de paz”).

Além de “pacificar, apaziguar”, aquele pacare clássico também era empregado às vezes na acepção de “libertar” e até de “subjugar, vencer”, que afinal eram formas de promover a paz especialmente caras ao Império Romano. Mas ainda não havia no verbo nem sombra de conotação financeira ou comercial.

Foi só no latim vulgar, séculos mais tarde, que pacare ganhou a expansão semântica (“satisfazer, pacificar com dinheiro”) que acabaria por informar os sentidos modernos da palavra em nossa língua – e também o de suas primas em francês (payer), italiano (pagare), inglês (pay) etc.

 O parentesco da pacificação com o pagamento é, sem dúvida, curioso, mas, uma vez que se pare para pensar nele, faz um profundo sentido. Credores e devedores jamais viverão em paz.

Só para acrescentar, já que estamos falando sobre pagamento, o vocábulo “larápio” origina-se da assinatura de um corrupto pretor romano L.A.R. Appius (Lucius Antonius Rufus Appius), que vendia sentenças favoráveis a quem pagava mais. Larápio, portanto, vem de “larapius” e hoje é sinônimo de “ladrão”. Bem, mesmo esse pagamento não deixa de ser uma forma (ilícita) de se pacificar.

Leave a Reply

Fill in your details below or click an icon to log in:

WordPress.com Logo

You are commenting using your WordPress.com account. Log Out / Change )

Twitter picture

You are commenting using your Twitter account. Log Out / Change )

Facebook photo

You are commenting using your Facebook account. Log Out / Change )

Google+ photo

You are commenting using your Google+ account. Log Out / Change )

Connecting to %s